• Rali Sical na estrada este fim-de-semana
  • Nacional de Velocidade arranca no fim-de-semana
  • Falecimento jovem piloto do karting espanhol
  • V de V Endurance Series a chegar ao Autódromo do Algarve
  • Nuno Matos encerra experiência africana com 4º lugar

Nacional de Montanha Valvoline 2017 começa na Penha

Seg, 3 de Abril de 2017

Aproxima-se a passos largos a primeira prova do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2017, com a Rampa da Penha a dar no próximo fim-de-semana de 08 e 09 de Abril, o pontapé de saída para mais um ano que se espera de grandes êxitos, numa competição que volta a ser promovida pela APPAM e pelos clubes organizadores: Demoporto - Clube Desportos Motorizados do Porto, Targa Clube, CAMI - Clube Aventura do Minho, CAM – Clube Automóvel do Minho e CAR - Clube Automóvel da Régua.  Um notável esforço conjunto, que tão bons resultados deu na época passada.

Para Guimarães, a organização, que está a cargo da Demoporto com o apoio da Irmandade Nossa S. do Carmo da Penha, conseguiu reunir uma lista de inscritos de respeito, com a presença na Rampa da Penha de 45 carros nos diversos Campeonatos, Taças e Troféus que resultam das novas regulamentações do Nacional de Montanha para este ano. A Valvoline junta pelo segundo ano consecutivo o seu nome à designação oficial do campeonato, saudando-se a chegada de um novo patrocinador principal, a JC Group, marca que vai também estar presente em todos os carros inscritos no campeonato.

No plano competitivo e começando pela Categoria 1, onde competem os potentes e rapidíssimos protótipos, cabe a Pedro Salvador defender o ceptro, com o piloto flaviense a trocar o Norma que utilizou o ano passado por um competitivo Silver Car EF10. O vice-campeão, Rui Ramalho, apresenta-se na Penha ao volante de um novo Osella PA2000 Evo 2, reforçando as suas ambições de lutar pelo título que lhe escapou em 2016. Com o Osella PA21s Evo utilizado pelo seu irmão na época passada, Paulo Ramalho entra também no lote dos favoritos ao triunfo, sendo de esperar muita luta por parte do popular piloto do Porto.

Ainda na Categoria dos mais rápidos, referência para a estreia de Hélder Silva com o Juno CN09 ex-Paulo Ramalho, sendo de seguir de perto a prestação do campeão da Categoria 6 em 2016. Em luta pelos primeiros lugares da Categoria CM, vão estar João Fonseca (BRC CM05 Evo) e Nuno Guimarães (BRC CM02).     

Na Categoria 2, agora reservada exclusivamente aos carros de GT, Gonçalo Manahu vai defender ao volante do seu Porsche 997 GT3 Cup, o título conquistado a época passada. Na primeira linha de oposição vão estar Edgar Reis em carro idêntico e José Correia com o imponente Nissan GT-R Nismo GT3. Depois dos brilhantes duelos protagonizados o ano passado, espera-se muita luta nesta categoria, com Correia a mostrar-se certamente bem mais adaptado ao “monstruoso” Nissan.

A Categoria 3, que alberga agora os carros dos Grupos A e N, é uma das mais concorridas na Rampa da Penha. Sendo difícil apontar antecipadamente favoritos, devem surgir na linha da frente, Pedro Saraiva em Mitsubishi Lancer Evo IX, João Guimarães em Peugeot 206RC, Sérgio Nogueira em Citroen Saxo Cup e Martine Pereira em Alfa Romeo GTA. A Pedro Marques (SEAT Leon TDi), Carlos Luis (SEAT Leon TDi, José Cardoso (Citroen Saxo Cup) e José Oliveira (Subaru Impreza), cabe o papel de surpreender.

Manuel Correia e o bonito Ford Fiesta R5+ assumem o principal favoritismo na Categoria 4, onde vai ter a forte oposição do rapidíssimo Luis Silva em BMW M3 E30. Nuno Pinto em Mazda MX 5 e Marco Guerra em Peugeot 306 GTi, vão lutar pelo derradeiro lugar do pódio.

Com tudo para ser uma das mais animadas do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2017, a Categoria 5, que recebe agora os carros provenientes de troféus, encerra um grande lote de potenciais candidatos ao triunfo. Campeão na época passada (Categoria 4), Luis Nunes repete a presença na montanha com um SEAT Leon.

Cumprida a adaptação ao Renault Megane Trophy V6, Joaquim Teixeira estará como habitualmente na luta pela vitória. Com um olho nas primeiras posições vão estar ainda, Francisco Marrão em SEAT Leon Supercopa, Alex Pereira com um VW Golf GTi R35 e os Peugeot 208 de António Teixeira, José Teixeira e Parcídio Summavielle.

Uma das principais novidades para 2017 é a criação do Troféu Nacional TCR/TCS de Montanha, onde vai marcar presença Miguel Lobo num novíssimo Audi RS3 TCR. Este conjunto constitui sem dúvida nenhuma uma forte atração para este campeonato. 

Bom lote de presenças na Taça Nacional de Montanha 1300, com Francisco Leite e Ricardo Sousa, em Fiat Punto, a par de José Magalhães e Armando Freitas em Toyota Starlet, na luta pelo triunfo.

O Campeonato Nacional de Clássicos de Montanha, consagra este ano um vencedor absoluto e começa com a presença de 4 pilotos, de entre os quais se destaca pela sua experiência, José Pedro Gomes em Ford Escort MKI. A oposição ficará a cargo de Augusto Fernandes em carro idêntico e ainda de Mário Mesquita em Datsun 1600 SSS e de Parcídio Summavielle em Datsun 260Z.

Carlos Oliveira inscreve um BMW E30 na Taça Nacional de Clássicos Montanha, enquanto no Troféu Nacional de Clássicos Montanha a luta vai ser entre a Ricardo Loureiro e Fernando Salgueiro, ambos em Ford Escort MKII.

Por último a Taça Nacional de Clássicos Montanha 1300, conta com 4 inscritos, recaindo o favoritismo em Aníbal Rolo (Datsun 1200 Coupé) e Juan Martin em Simca Rallye 3, com José Figueiredo em Datsun 1200 e Domingos Fernandes, a terem também uma palavra a dizer nas respectivas categorias.

Programa/Horário:

08.03.2017 – Sábado

13H30 – Fecho da pista

14H30 – 1ª Subida de Treinos

15H30 – 2ª Subida de Treinos

16H30 – 1ª Subida Oficial

09.03.2017 – Domingo

09H30 – Fecho da pista

10H00 – 3ª Subida de Treinos

11H30 – 2ª Subida Oficial

12H00 – 3ª Subida Oficial